terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Arte pela feira.
















A imagem acima é parte da BC_botando a cabeça para funcionar, que a Chica apresenta nos dias 5, 15 e 25 então vamos criar confira mais participantes na pagina da Chica aqui:chicabrincadepoesia 
No tabuleiro da baiana tem tudo de gostoso, que para isso serão precisos bons temperos, escolhidos pacientemente pela Jacira, que sempre foi reconhecida pelos seus quitutes vendidos pelas ruas da cidade. São delicias como doces e salgados típicos da Bahia com origem africana, que fazem salivar, quem os olhos caem sobre o tabuleiro.

Toda quinta-feira bem cedo vai à feira de São Joaquim, com sua saia rodada, sandálias com flores e lindo torço na cabeça, que lhe destaca. As mercadorias chegam de barcos vindas do Recôncavo Baiano, onde predominam os temperos, peixes e mariscos. É grande a variedade, que é preciso arte na escolha e conseguir preços aceitáveis.  Habilidade tem como herança da mãe, que ela acompanhou pela feira desde criança. Às vezes é solicitada a escolher para os turistas, que pedem receitas.

Foi assim com a Jussara, que queria surpreender familiares com uma moqueca baiana, quando retornasse para casa, lá em Porto Alegre. Levaria tudo da feira e Jacira prontamente lhe auxiliou, sempre com lindo sorriso e passando informações de cada produto, ao tempo que ia falando a receita, que Jussara anotava feliz. Quando chegaram junto das pimentas, os olhos da Jussara brilharam ao ver um cesto feito pela Jacira, era tão belo que fez questão de fotografar e enviar para o marido via rede social. Agradeceu a Jacira como umas notas de dinheiro, que aceitou, ainda que não cobre para isso. Ali se despediram após ela tirarem fotos selfies na feira voltadas para o cais.

No caminho recebeu uma mensagem do marido, que disse que as pimentas eram lindas assim como a baiana da foto enviada, mas que ele gostou mesmo foi do esmalte brilhante nas unhas do pé. Sem entender ela voltou para a foto e soltou uma gargalhada estridente  e ficou sorrindo sozinha dentro do taxi, que o motorista olhou curioso pelo retrovisor, sem nada entender. Logo fez um recorte na foto, pois a colocaria numa moldura lá no Mercado Modelo, onde desceu do taxi.

Ah, sobre a moqueca não tenho informação.
Oxalá tenha conseguido agradar!

Toninho.
05/12/2017


Notas:
  1-     Torço: Xale ou manta que se enrola na cabeça, como turbante.
 2- Feira de São Joaquim, famosa feira de Salvador junto ao terminal marítimo de travessia para a Ilha de Itaparica e Recôncavo baiano.
 3-    Recôncavo Baiano é a região geográfica localizada em torno da Baía de Todos-os-Santos, abrangendo não só o litoral mas também toda a região do interior circundante à Baía.
 4-   Selfies termo inglês para fotos do próprio rosto.
  5- Mercado Modelo: centro de artesanato da cidade de Salvador, cartão postal da cidade.

Obra de ficção qualquer semelhança de nomes pessoais  é pura coincidência.
Os locais são reais.


14 comentários:

  1. Boa noite Toninho.
    O que eu já me ri hoje com essa imagem do cesto das pimentinhas.
    Adorei a sua participação e também já soltei uma gargalhada estridente parecida com a da Jussara.
    Fiquei com pena de não saber se a moqueca ficou boa kkkkk.
    Beijinhos querido amigo.

    Natália

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Toninho, supimpa sua participação, olhe que esta imagem rendeu bastante risos blog à fora. A chica e seu esplêndido humor, e vc com sua criatividade me fez salivar, adoro comida apimentada, a última vez que estive na Bahia me fartei de moqueca de peixes e acarajé. Adorei!!
    Desejo um maravilhoso e abençoa dia!
    Bjss no core amigo!

    ResponderExcluir
  3. Toninho, tu me fizeste iniciar o dia aqui cedinho dando risada bem sonora como aquela de dentro do táxi da Jussara!
    ADOREI!
    Que bela inspiração! Foram muito divertidas as participações de hoje em geral!

    Tão bom isso! Adorei a tua participação ,musica também! abração, levei o link! chica

    ResponderExcluir
  4. Ah, esqueci...Adooooooooooooooro moquecas...

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, Toninho!
    Hiperlegal a sua participação... A Bahia e as suas muitas pimentas... Tenho um genro baiano que "atola" pimenta em tudo que é comida... Rsss!
    Abraço e boa quarta-feira...

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Toninho,
    Magnífica a sua história. Adoro a sua prosa que me prende do princípio ao fim com muito entusiasmo.
    O seu humor presente na parte final com referência ao esmalte das unhas também foi muito do meu agrado.
    Parabéns por mais um conto extraordinário nos detalhes.
    Beijinhos e continuação de boa semana
    Ailime

    ResponderExcluir
  7. Toninho bom dia amigo!!! Você é ótimo!!! Seus contos são envolventes e uma delícia de ler.. a gente viaja neles... Uma delicadeza na imaginação...
    Além disso as informações que você passou são super bacanas pra conhecermos os termos e em especial a Bahia.. que legal!!
    Parabéns por esse cuidado.. amei!

    Ahh e a parte final dos pezinhos.. foi show!!!!!!
    Qta criatividade..

    Beijos querido..

    Tê e Maria ♥

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Toninho essa onda de selfies dar nisso kkkk. Ri muito aqui. E quanta cor e arte existem na feira, e no mercado de salvador né? Não conheço pessoalmente , mas é tradição. O Nordeste é tão rido de cultura, cheiros, temperos. Luz pra ti

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post,, achei lúdico e interessante!
    Tenha uma ótima quarta feira!

    ResponderExcluir
  10. Oi Toninho
    Surpreendente como você concilia poesia e prosa de modo brilhante.Explicativo e cativante!
    Não entendo muiito de temperos baianos mas de moquecas talvez. rs E,nao há melhor que a 'moqueca capixaba'.Isso eu garanto rs
    Um abraço forte,amigo

    ResponderExcluir
  11. Ô coisa mais gostosa, ler isso! E agora, que faço? Fiquei roxa de vontade de comer uma moqueca, apimentadinha. Dizem que a melhor é capixaba, mas a minha não deixa a desejar! Deliciosa! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  12. Que delícia acompanhar essa história apimentada nos sabores e nos detalhes tão bem arrumadinhos por ti, amigo-poeta; um conto pra lá de apetitoso.
    Aplausos pro autor e pro tema que me levou às arcadas do mercado Modelo/ Salvador. Ô saudades da Bahia!!!

    Bjo e bom fim de semana.
    Calu

    ResponderExcluir
  13. Olá, querido amigo Toninho!
    Logo que vi a imagem pensei neste vídeo mas coloquei na minha outro bem de acordo que julguei também ser...
    Amo a Bahia e minha vó materna era uma santa com tudo que tinha no seu modo de ser e nas guloseimas maravilhosas que sabia fazer...
    Sabe, quando estive por aí comi do tabuleiro da baiana um bolinho de tapioca doce delicioso demais... passado na canela em o pó...
    Gosto de tudo e comi também um pé de moleque maravilhoso bem como o quebra queixo de goiaba (não conhecia)e de coco...
    Não sei te dizer qual é melhor... Hum!
    Seu conto me fez recordar do Mercado Modelo onde só se pode ir fora de festa, rs... muita algazarra e gente de todo canto... não dá nem para entrar no cordão de gente que se forma por lá... santo Deus, valei-me!
    Estou com tanta saudade que qualquer dia volto por lá...
    Seja muito feliz e abençoado!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Nem na moqueca ponho pimenta... azeite de dendê um pouco... com moderação... bom demais!

      Excluir


Grato pela leitura e comentário isto me incentiva.
Alguma dificuldade aqui favor deixar comentários.
Meu outro blog http://mineirinho-passaredo.blogspot.com.br/

Toninho.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...