sexta-feira, 20 de julho de 2018

Esperando avião.


I

Duas décadas o silencio torturante,
voltar é reviver uma fria amargura.
Rever livre aquela gente arrogante,
que me roubou minha bela ternura.

II

As vezes no voltar, há sintonia,
reconstrução de um sentimento.
Visto uma couraça na ideologia,
cerro os olhos para o sofrimento.
Eu voltei!


Toninho
20/07/2018

Com estas duas inspirações participo do projeto #umaimagemem140caracteres de toda Sexta-feira com imagem sugerida pela amiga Mari em seu blog devaneiosedesvarios, Conheça participe e veja outras inspirações.

Bom fim de semana
para você.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Vamos brincar com a palavra da Chica. N º 25_Piolho.



“A Pulga toca banjo, o Percevejo violão;
E o danado do Piolho também toca rabecão.
Lá vem dona Pulga, vestidinha de balão,
Dando o braço ao Piolho, na entrada do salão.” (Toninho da viola)


Vejam só que palavra a Chica trouxe para hoje, esta coisa chata que só de falar coça a cabeça, isto mesmo Piolho para criar frases com sete palavras, vamos lá ver como os amigos inventaram sementesdiarias


1- Piolho na cabeça endoida seja bem cuidadoso.
2- Piolho não estuda evite levar para escola.

3- Inspiração poética em piolho há quem tem.

4- Tinha tantas dificuldades como piolho em perucas.

5- Não era chuva de prata, era piolho.

6- Piolho de cobra fundamental no lixo orgânico.

7- Teimoso arrumava sempre piolho para se coçar.

8- Pentear macaco ou catar piolho estou fora.

A todos um bom 
e belo fim 
de semana.







sábado, 7 de julho de 2018

Um olhar para dentro




I
 Daqui a lua bela encanta poetas.
restos de foguetes é lixo no espaço,
que parecem ofuscar nossas estrelas.
Jovem astronauta chora no terraço.

II

Mirava a Lua com luneta espacial,
o que viu, ofuscou sua admiração.
Detritos metálicos no espaço sideral.
Triste virou sua luneta para o chão.

Toninho
07/07/2018


Para o projeto #umaimagemem140caracteres de Mari que voce pode ver outras inspirações e participar aqui: devaneiosedesvarios  


Bom fim de semana.
Brasil sem Copa
Sem festas
Volta à realidade
nua e crua.







quinta-feira, 5 de julho de 2018

Vamos brincar com a palavra da Chica. Nº 23_Sapo

Eles (Os novos baianos) cantaram sobre o ecossistema
"O mosquito é engolido pelo sapo, o sapo a cobra lhe devora,Mas o urubu não pode devorar boi e todo dia chora, todo dia chora..."

Assim a Chica nos convidou para brincar com a palavra SAPO.Para isso conheça e confira os participantes e faça sua frase também aqui: sementesdiarias

 1- Festa no Céu sapo exibido num violão.

 

2- Jogar sal no sapo uma crendice maldosa.
 

3- Ecossistema sem sapo mosquito prolifera doença presente.



4- Pela SAPO acompanho notícias do querido Portugal.


 

5- Não era príncipe nenhum era sapo mesmo.



6- Proteja sapo combate natural ao mosquito da dengue.

7- Politica brasileira sapo para o povo engolir.

Grato pela visita


sexta-feira, 29 de junho de 2018

Noite de vaga-lumes.


Participação na BC #umaimagemem140caracteres, projeto de toda Sexta-feira da Mari. Conheça e participe e veja outros participantes e olhares aqui: devaneiosedesvarios Minha participação em duas inspirações abaixo



I
Luminosas criaturas fosforescentes
sensualizam livres na noite escura.
O assédio de predadores cruelmente,  
consterna um guri na vilegiatura.¹


II
Na noite fria sem estrelas sem luar
vaga-lumes fazem linda coreografia.
Um canto de curiango faz constatar,²
que toda a natureza é pura poesia.


Toninho
29/06/2018

Nota:

1- Vilegiatura: Temporada que se passa fora das grandes cidades, no campo ou na praia; veraneio.

2- Curiango: Ave de hábitos noturnos, pardo-amarelada, com pintas pretas e que mede cerca de 30 cm.


Quando era menino do mato no interior de Minas Gerais, tinha como brincadeira noturna, prender vaga-lume em garrafa de vidro vazia, como se fosse lanternas. Hoje este menino se consterna com o desequilíbrio ambiental onde os predadores levam vantagens sobre eles em extinção. 
As luzes do vaga-lume é uma maneira de atrair o parceiro para reprodução.


Desejo a você 
um
feliz fim de semana



quinta-feira, 28 de junho de 2018

Vamos brincar com a palavra da Chica. Nº 23_Fogueira



Tomás de Torquemada foi um frade dominicano espanhol. Nomeado como inquisidor pelo papa Inocêncio VIII e prestigiado pela rainha Isabel de Castela, este clérigo promoveu uma feroz caçada contra bígamos, agiotas, judeus, homossexuais, bruxas e hereges os levando à morte em fogueira..(Hoje parece que temos muitos iguais a ele pelo mundo)
E assim para falar de fogueiraChica nos convida para sua brincadeira com uma palavra de toda quinta-feira, que você pode conferir e participar  aqui sementesdiarias


E vamos ás minhas frases

1- Grande fogueira em Itabira tradição crença familiar.


2- Mantenha Criança sempre longe de fogueira acessa.


3- Uma fogueira de bondade para os necessitados.

4- Seja da paz não coloque lenha na fogueira.

5- Fogueira da inquisição histórica manchou do catolicismo.



6- Tinha rabo de palha fogueira o incendiou.



7- Temeroso vai ter que pular muita fogueira.



8- Passar sobre fogueira perigosa arte tradição brasileira. 

9- Antonio pulou a fogueira mas Pedro não.



Em festa junina ou julina
brinque com cuidados
fogo é perigoso.

No mais, um feliz São João, São Pedro, 
com direito a canjica, quentão, 
pé-de-moleque,casamento caipira 
e muita dança de quadrilha.
Emanuel do blog Sonhador era o primeiro nesta blogagem e seu sumiço é estranho, pois nada de comunicação por lá.. Vamos aguardar ou até que algum próximo nos informe.

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Caminhos protegidos.

Botando a cabeça para funcionar é a BC da Chica e o neto Neno todos os dias 5.15 e 25 para uma imagem e livre inspiração. Confira e veja outras inspirações e participe aqui: chicabrincadepoesia. Abaixo minha participação.

Pela vida encontramos pelos caminhos, todos os tipos de cobras, cabe aprender, como lhe dar com cada uma delas, bem como conhecer o seu poder venenoso. Na realidade temos que ser expert ofídico, pois elas se multiplicam e se modificam conforme o meio, vivem em constante mimetismo e ainda tem por aí as tais cobra criada. Todo cuidado é pouco.
Que em nossos caminhos encontremos apenas as cobras não venenosas, e que assim, possamos concluir a travessia nesta longa caminhada pelos desertos da vida e matas traiçoeiras sem nenhuma picada fatal. Que possamos ser protegidos das lambadas das serpentes desta vida, das quais nunca estamos totalmente protegidos.
E eu menino criado próximo de cobras e outros bichos perigosos como os de dois pés, carregava junto ao corpo o meu amuleto, e meu patuá, que uma velha benzedeira presenteou e aprendi deste cedo uma oração para me proteger nestas incursões pelas matas e lugares atrativos delas. Que rezo com vocês para que estejam sempre protegidos das serpentes, que vivem para horrorizar a vida de toda gente.
“São Bento, água benta, Jesus Cristo imortal, bicho mal que há neste caminho abaixa a cabeça para todos os filhos de Deus passar.
Amém

Toninho
25/06/2018


Uma boa semana
com paz e
alegrias

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...